Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

Logotipo Do Google, Logo, Google Imagens png transparente grátis
 
bove=""

 

TV Diário do Sertão - Parceria

Cantinho do Lanche - Pov. Jurema

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Heliomar CD's

Canal de Padre Fábio de Abreu, no YouTube

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

conter12 
Meu Ip
STJ autoriza Nominando Diniz a voltar para o TCE-PB

STJ autoriza Nominando Diniz a voltar para o TCE-PB

Fonte83 -- O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou o retorno do conselheiro...

Ricardo Pereira cumprimenta Nominado Diniz pelo retorno ao TCE – PB

Ricardo Pereira cumprimenta Nominado Diniz pelo retorno ao TCE – PB

O prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira (Cidadania) usou as redes sociais neste...

Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente, diz Pazuello

Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente, diz Pazuello

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, afirmou na noite de sexta-feira (22) que...

MPPB denuncia prefeito de São José de Piranhas por realizar contratos sem licitações, na PB  — Foto: Reprodução/Prefeitura de São José de Piranhas

Foto: Reprodução/Prefeitura de São José de Piranhas

Do G1 Paraíba

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) denunciou o prefeito do município de São José de Piranhas, no Sertão da Paraíba, Francisco Mendes Campos, por desrespeitar a Lei de Licitações e causar um prejuízo de R$ 48,8 mil aos cofres municipais. A denúncia é baseada em uma investigação que aponta que o gestor realizou contratações diretas sem processos licitatórios.

O G1 tentou entrar em contato com a prefeitura, mas até as 15h30 desta sexta-feira (22), não recebeu retorno.

De acordo com o MPPB, as irregularidades aconteceram em 2017 e 2018, quando o prefeito dispensou uma licitações para realização dos serviços de reforma do gabinete dele e no estádio municipal Marconi Cruz de Lacerda.

O prefeito já havia sido denunciado pelo MPPB ao Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) em 2018, pelo mesmo crime. A denúncia anterior aponta que ele havia pago a quantia de R$ 27.210,05 por consultorias destinadas à Secretaria de Assistência Social de São José de Piranhas.