Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

Logotipo Do Google, Logo, Google Imagens png transparente grátis
 
bove=""

 

Rádio Princesa FM 92.5

Roberto Crédito Consignado

Cantinho do Lanche - Pov. Jurema

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Heliomar CD's

Canal de Padre Fábio de Abreu, no YouTube

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Pauliano Tomaz

Visualizações

conter12 

Com Covid, Vicente Nery é internado em Fortaleza

Com Covid, Vicente Nery é internado em Fortaleza

Diário do NordesteO cantor Vicente Nery foi internado em um hospital...

Secretário diz que atraso na 2ª dose não prejudica imunização

Secretário diz que atraso na 2ª dose não prejudica imunização

Na tarde desta quarta-feira (14), o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros,...

ÁGUA BRANCA: Prefeito Tom assina Termo de Cooperação Técnica com EMPAER e garante mais 4 anos de parceria

ÁGUA BRANCA: Prefeito Tom assina Termo de Cooperação Técnica com EMPAER e garante mais 4 anos de parceria

 REFORÇO NA AGRICULTURAO Governo Municipal de Água Branca, no Sertão da...

DISTRIBUIÇÃO DE MERENDA ESCOLAR EM TAVARES – VÍDEO!

Vacinação drive thru na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), zona norte do Rio. A cidade do Rio de Janeiro retoma hoje (25) sua campanha de aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em idosos da população em geral.

Mais de 70 mil paraibanos que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac ainda não apareceram para tomar a segunda dose.  

A aplicação da segunda dose deve acontecer com um intervalo de 28 dias após a primeira. O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou as redes sociais para alertar sobre o quadro e fazer um apelo à população.

“Mais de 70 mil pessoas em toda a Paraíba, que receberam a primeira dose da Coronavac, ainda não procuraram os postos de vacinação para tomar a segunda dose. Essa dose é fundamental para garantir a imunização”, disse Azevêdo em sua conta no Twitter. A vacina produzida no Instituto Butantan é a mais usada para vacinação no estado.

Mais de 70 mil pessoas em toda a Paraíba, que receberam a primeira dose da Coronavac, ainda não procuraram os postos de vacinação para tomar a segunda dose. Essa dose é fundamental para garantir a imunização e deve acontecer com um intervalo de 28 dias após a primeira.

— João Azevêdo (@joaoazevedolins)

“Renovamos o apelo para todos que foram vacinados até 5 de março, retornem aos postos para receber a segunda dose e garantir que estarão livres do risco de ser mais uma vida que perdemos para essa doença terrível”, acrescentou. O governador também pediu aos municípios que façam uma busca ativa para garantir a cobertura vacinal da sua população.

Quem perde a data, ainda pode tomar o reforço da vacina. Dúvidas podem ser esclarecidas com as secretarias estaduais de Saúde.

Intervalo entre as doses

Quando autorizou o uso das vacinas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) analisou as pesquisas disponíveis para indicar o intervalo entre as duas doses. A agência reguladora autorizou que a vacina de Oxford/AstraZeneca tenha intervalo de até 12 semanas (84 dias) entre a primeira e a segunda dose. Já a CoronaVac deve manter o intervalo de 4 semanas.

“A importância de você tomar a vacina é para que você pegue uma imunidade contra essa doença que temos aí. Agora, se você tomou a primeira dose, não deixe de tomar a segunda, porque é um reforço da primeira dose. Você não pode ficar com uma dose só. Se a vacina é do tipo que deve ser tomada duas vezes, por que não tomar?”, recomendou o diretor Associação Médica Brasileira (AMB), José Fernando Macedo.

Mais vacinas

O governador também anunciou a chegada de 180 mil novas doses da vacina. Dessas, 167 mil são CoronaVac, do Butantan, e 13,7 mil vindas da Fiocruz.

Agência Brasil