Pesquisa no Blog

Pesquisa no Google

Logotipo Do Google, Logo, Google Imagens png transparente grátis
 
bove=""

 

Rádio Princesa FM 92.5

Roberto Crédito Consignado

Cantinho do Lanche - Pov. Jurema

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Heliomar CD's

Canal de Padre Fábio de Abreu, no YouTube

QR Code - Aponte a câmera do celular para o código

Art Regina, Art com Grafite

Comunicação Audiovisual -Tavares/PB.

Visualizações

conter12 

Polícia Civil da Paraíba pede colaboração de Pernambuco e Rio Grande do Norte para a captura de Ruan Macário

Polícia Civil da Paraíba pede colaboração de Pernambuco e Rio Grande do Norte para a captura de Ruan Macário

O delegado Rodolfo Santa Cruz, da Delegacia de Crimes contra a Pessoa da capital,...

Decreto da Paraíba com medidas de combate à Covid-19 é renovado por mais 15 dias

Decreto da Paraíba com medidas de combate à Covid-19 é renovado por mais 15 dias

Por G1 PBO Governo da Paraíba publicou um novo decreto com medidas de combate à...

Juiz decreta prisão preventiva de policial militar por estupro de vulnerável

Juiz decreta prisão preventiva de policial militar por estupro de vulnerável

O juiz Manoel Gonçalves Dantas de Abrantes, titular da 1ª Vara Regional Criminal...

Nenhuma descrição disponível.

A partir de segunda-feira (02), os pais poderão emitir pela internet uma autorização para que seus filhos menores de 16 anos possam viajar sozinhos em voos nacionais.

O novo procedimento foi regulamentado neste ano pela Corregedoria Nacional de Justiça e implementado pelo Colégio Notarial do Brasil, que congrega mais de 9 mil cartórios espalhados pelo país.

Até agora, para que um menor de 16 anos pudesse viajar desacompanhado era necessário preencher um formulário em papel, que deveria ser assinado e ter firma reconhecida em cartório, para depois poder ser apresentado às empresas de transportes.

Agora, a Autorização Eletrônica de Viagem (AEV) permite realizar o procedimento inteiramente online, por meio da plataforma e-Notariado, que dispensa o comparecimento ao cartório para diversos serviços.

Na plataforma, os pais poderão realizar uma videoconferência com o notário, que após confirmar a autorização para a viagem, por prazo ou por trecho apontado. Um QR Code para verificação será então emitido e poderá ser apresentado nos guichês das companhias aéreas pelo celular ou impresso em papel.

Por essa via, a autorização poderá ser cancelada a qualquer momento pelos pais ou responsáveis, e o QR Code deixa de funcionar.

Nesse primeiro momento, a opção pela Autorização Eletrônica de Viagem (AEV) é disponibilizada apenas para as viagens aéreas nacionais. A previsão, contudo, é que a facilidade seja ampliada para voos internacionais e meios rodoviários e hidroviários, embora ainda não haja prazo para a expansão.

Desde 2011 a autorização de viagem para menores pode ser feita extrajudicialmente, diretamente nos cartórios, após uma regulamentação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Nos casos mais complexos, com conflito entre os pais, por exemplo, pode ser necessário uma decisão judicial para permitir o embarque.

Agência Brasil